Month: janeiro, 2013
O maior tesouro
Vanessa Lampert | 16 de janeiro de 2013 | 16:27 | Mensagens | Nenhum comentário

Quando somos jovens, temos a impressão de que somos eternos. No entanto, velhos, jovens ou mesmo crianças, todos nós estamos com os dias contados. Por mais saudáveis que estejamos, todos estamos desenganados, pois ninguém sairá vivo daqui. A vida caminha para a morte, essa é a realidade que ninguém quer encarar.

Mais ainda nos dias atuais, com tanta violência, doenças, acidentes, notícias de jovens morrendo na saída das baladas, dirigindo alcoolizados, apartando uma briga, ou mesmo vítima de balas perdidas. Adolescentes matando dezenas de crianças dentro das escolas, com armas que viram nos jogos de videogame. Jovens sofrendo AVC, infarto, coisas que até pouco tempo eram ligadas à idade avançada, e que nunca foram tão comuns quanto hoje. A alimentação está ruim, o estilo de vida, pior ainda: pouco exercício, muito estresse, divórcios, indisciplina…

Alguns poucos têm a oportunidade de ouvir falar de Jesus quando já são bem idosos, vivendo em asilos. Somente ali abrem o coração, pois a situação em que vivem lhes ensinou humildade. Em um piscar de olhos, viram passar oitenta, noventa anos. Não importa quanto tempo tenhamos de vida, sempre passa depressa demais. Estão ali, vendo a morte com mais frequência do que eu ou você, pois nunca sabem quando um companheiro de instituição simplesmente não acordará. E quando será seu dia de não acordar mais. Qual é a diferença entre eles e nós? Se você pensar bem, não há.

A morte pode chegar a qualquer momento. Ao contrário do que muita gente pensa, nem sempre há tempo para se arrepender no leito de morte, pois nem sempre há leito de morte. Você pode morrer em um segundo, em qualquer lugar. Infelizmente, nem todos têm essa consciência, e vivem como se a vida não tivesse fim.

Quem se deixa envolver com picuinhas e bobagenzinhas aqui e ali, alimentando mágoas, falando mal dos outros, preocupado com o que vão pensar dele, ou com que o jornal A, B ou C fala da igreja, ou administrando seu próprio umbigo, não se dá conta de que está desviando seu foco da única coisa que realmente importa. Você já sabe para onde vai a sua alma?

Tem certeza?  Se durante os poucos anos que viveu nesta terra, a pessoa não fez esforço algum para andar com Deus, como pode esperar que depois da morte, Deus a obrigue a passar a toda a eternidade com Ele?

Jesus comparou o Reino de Deus a um tesouro escondido no campo. Ele diz: “O reino dos céus é semelhante a um tesouro oculto no campo, o qual certo homem, tendo-o achado, escondeu. E, transbordante de alegria, vai, vende tudo o que tem e compra aquele campo”Mateus 13.44

Este homem foi inteligente. Encontrou o que realmente importava, e não pensou em outra coisa. Protegeu o tesouro, escondendo de quem o poderia roubar e buscou com todas as suas forças adquirir aquele campo. Teve consciência do valor do que havia encontrado e sacrificou tudo o que possuía, toda a sua vida e seus planos, imediatamente e com muita alegria, pois sabia que o tesouro era maior do que tudo.

O tesouro estava oculto no campo, assim como a salvação, que o mundo não é capaz de ver. Muitos passaram por este campo, sem jamais terem visto o tesouro que você acabou de encontrar. Não perca tempo, não deixe para depois. Entregue toda a sua vida e busque com todas as suas forças a salvação. Talvez você esteja na igreja há muitos anos, mas ainda não nasceu de Deus. Talvez você esteja afastado, ou mesmo nunca tenha acreditado que é mesmo possível ter essa nova vida. O que você tem a perder? Há realmente um tesouro escondido no campo. A chave que garante a paz interior, alegria e estabilidade aqui na Terra e por toda a eternidade. É agora ou nunca. Você pode não ter outra chance.

Quando somos jovens, temos a impressão de que somos eternos. No entanto, velhos, jovens ou mesmo crianças, todos nós estamos com os dias contados. Por mais saudáveis que estejamos, todos estamos desenganados, pois ninguém sairá vivo daqui. A vida caminha para a morte, essa é a realidade que ninguém quer encarar.

Mais ainda nos dias atuais, com tanta violência, doenças, acidentes, notícias de jovens morrendo na saída das baladas, dirigindo alcoolizados, apartando uma briga, ou mesmo vítima de balas perdidas. Adolescentes matando dezenas de crianças dentro das escolas, com armas que viram nos jogos de videogame. Jovens sofrendo AVC, infarto, coisas que até pouco tempo eram ligadas à idade avançada, e que nunca foram tão comuns quanto hoje. A alimentação está ruim, o estilo de vida, pior ainda: pouco exercício, muito estresse, divórcios, indisciplina…

Alguns poucos têm a oportunidade de ouvir falar de Jesus quando já são bem idosos, vivendo em asilos. Somente ali abrem o coração, pois a situação em que vivem lhes ensinou humildade. Em um piscar de olhos, viram passar oitenta, noventa anos. Não importa quanto tempo tenhamos de vida, sempre passa depressa demais. Estão ali, vendo a morte com mais frequência do que eu ou você, pois nunca sabem quando um companheiro de instituição simplesmente não acordará. E quando será seu dia de não acordar mais. Qual é a diferença entre eles e nós? Se você pensar bem, não há.

A morte pode chegar a qualquer momento. Ao contrário do que muita gente pensa, nem sempre há tempo para se arrepender no leito de morte, pois nem sempre há leito de morte. Você pode morrer em um segundo, em qualquer lugar. Infelizmente, nem todos têm essa consciência, e vivem como se a vida não tivesse fim.

Quem se deixa envolver com picuinhas e bobagenzinhas aqui e ali, alimentando mágoas, falando mal dos outros, preocupado com o que vão pensar dele, ou com que o jornal A, B ou C fala da igreja, ou administrando seu próprio umbigo, não se dá conta de que está desviando seu foco da única coisa que realmente importa. Você já sabe para onde vai a sua alma?

Tem certeza?  Se durante os poucos anos que viveu nesta terra, a pessoa não fez esforço algum para andar com Deus, como pode esperar que depois da morte, Deus a obrigue a passar a toda a eternidade com Ele?

Jesus comparou o Reino de Deus a um tesouro escondido no campo. Ele diz: “O reino dos céus é semelhante a um tesouro oculto no campo, o qual certo homem, tendo-o achado, escondeu. E, transbordante de alegria, vai, vende tudo o que tem e compra aquele campo”Mateus 13.44

Este homem foi inteligente. Encontrou o que realmente importava, e não pensou em outra coisa. Protegeu o tesouro, escondendo de quem o poderia roubar e buscou com todas as suas forças adquirir aquele campo. Teve consciência do valor do que havia encontrado e sacrificou tudo o que possuía, toda a sua vida e seus planos, imediatamente e com muita alegria, pois sabia que o tesouro era maior do que tudo.

O tesouro estava oculto no campo, assim como a salvação, que o mundo não é capaz de ver. Muitos passaram por este campo, sem jamais terem visto o tesouro que você acabou de encontrar. Não perca tempo, não deixe para depois. Entregue toda a sua vida e busque com todas as suas forças a salvação. Talvez você esteja na igreja há muitos anos, mas ainda não nasceu de Deus. Talvez você esteja afastado, ou mesmo nunca tenha acreditado que é mesmo possível ter essa nova vida. O que você tem a perder? Há realmente um tesouro escondido no campo. A chave que garante a paz interior, alegria e estabilidade aqui na Terra e por toda a eternidade. É agora ou nunca. Você pode não ter outra chance.

A tribulação produz perseverança
Vanessa Lampert | 10 de janeiro de 2013 | 10:45 | Sem categoria | 13 comentários

Quando tudo está difícil, você se apega com mais força naquilo em que espera. Você insiste. Quando o desafio se intensifica, aquele que mantém a sua fé se agarra ainda mais forte e persiste. Quando você é perseguido, desprezado, quando a pressão aumenta e tudo parece dar errado, você não desiste. É isso que Paulo quis dizer quando escreveu “A tribulação produz perseverança”.

Aliás, em Romanos 5:3,4 ele dá uma lista de causa e consequência a que vale a pena prestarmos mais atenção:

“Nos gloriamos nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança.” (Romanos 5:3,4)

A tribulação produz perseverança. Se você perseverar, verá o resultado. Esse resultado é a experiência. Você só terá experiência se não desistir. E o fato de ter tido experiência, te trará esperança. Todas as vezes que passar novamente por uma tribulação, terá mais facilidade em perseverar, pois aquela experiência que você teve colocou dentro de você uma esperança. Você sabe que vai dar certo novamente.

Você tem experiência com Deus, sabe em quem está confiando. Por isso Paulo entendia que deveria se gloriar nas tribulações. São elas que nos garantem mais experiências com Deus, se as encararmos da maneira correta, perseverando na fé, na certeza daquilo que esperamos. Na certeza do que Deus nos prometeu.