(Retirado das páginas 168 e 169 do livro “Crentes Possessos”, de David Higginbotham, Editora Unipro)

“Outro falso ensinamento, que infelizmente parece ser muito comum, é que aqueles que entram para o ministério de libertação sofrerão ataques demoníacos terríveis e não conseguirão viver uma vida normal por ser este um chamado muito difícil. Autores de vários livros vistos nas prateleiras de livrarias cristãs alegam que, por estarem na linha de frente da guerra espiritual, têm de lidar com visões demoníacas, não podem se casar ou ter filhos, ou devem sofrer de alguma doença incurável porque eles intervêm por aqueles que estão endemoninhados.

É ridículo e antibíblico! Não posso contar o número de demônios que minha esposa e eu já expulsamos – muito menos os que todos os outros pastores com quem trabalhei expulsaram durante anos. Tenho pregado direta e enfaticamente contra aqueles que praticam feitiçaria nas igrejas, levantando a ira das igrejas africanas locais que misturam espiritismo com cristianismo. Bruxas têm feito sacrifícios contra mim e os demais pastores, na intenção de destruir nossas igrejas e nossas vidas, mas nunca passamos sequer uma vez por qualquer tipo de tormento que esses autores mostram em seus livros. Minha esposa e meus filhos são felizes, saudáveis e abençoados, como são as famílias dos pastores que conhecemos. Perseguições fazem parte de nossas vidas, mas não somos, de modo algum, atormentados ou amarrados pelos demônios!

O Deus que expulsa os demônios quando eu oro é o mesmo que coloca Seus braços carinhosos de proteção ao nosso redor. Mas se um dia eu me tornar tolo o suficiente para virar as costas para Ele, posso estar certo de que o diabo terá imenso prazer em usar essa pequena brecha para me destruir depois de todos os anos que passei lutando contra ele. A única conclusão que chego sobre aqueles que estão envolvidos em guerras espirituais, mas que também estão sob a opressão, é que eles mesmos estão endemoninhados e ainda não conhecem a plenitude da presença de Deus em suas vidas.

Somos todos chamados para lutar nessa batalha contra o trabalho do diabo em nossas vidas e em nossas famílias e amigos. Toda igreja tem a obrigação de ensinar a seus membros como vencer as lutas, o que significa que em toda igreja deveria ter o ministério de libertação, junto aos outros ministérios que Deus chamou Sua igreja para realizar. Ninguém tem de sofrer com tormentos do diabo apenas porque ora contra ele.

Qualquer um que aprende a vestir toda a armadura de Deus, e age na ofensiva, pode ver frutos muito maiores em sua vida do que aqueles que desejam ficar do lado de fora. Assim como Jesus e Seus discípulos trataram a libertação das pessoas dos espíritos maus como uma parte comum de suas vidas, assim também devemos fazer.”

David Higginbotham

(Retirado das páginas 168 e 169 do livro “Crentes Possessos”, de David Higginbotham, Editora Unipro)