Quando tudo está difícil, você se apega com mais força naquilo em que espera. Você insiste. Quando o desafio se intensifica, aquele que mantém a sua fé se agarra ainda mais forte e persiste. Quando você é perseguido, desprezado, quando a pressão aumenta e tudo parece dar errado, você não desiste. É isso que Paulo quis dizer quando escreveu “A tribulação produz perseverança”.

Aliás, em Romanos 5:3,4 ele dá uma lista de causa e consequência a que vale a pena prestarmos mais atenção:

“Nos gloriamos nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança.” (Romanos 5:3,4)

A tribulação produz perseverança. Se você perseverar, verá o resultado. Esse resultado é a experiência. Você só terá experiência se não desistir. E o fato de ter tido experiência, te trará esperança. Todas as vezes que passar novamente por uma tribulação, terá mais facilidade em perseverar, pois aquela experiência que você teve colocou dentro de você uma esperança. Você sabe que vai dar certo novamente.

Você tem experiência com Deus, sabe em quem está confiando. Por isso Paulo entendia que deveria se gloriar nas tribulações. São elas que nos garantem mais experiências com Deus, se as encararmos da maneira correta, perseverando na fé, na certeza daquilo que esperamos. Na certeza do que Deus nos prometeu.